IMG_3116_3628

Chover sempre foi, pra mim e para minha vida agitada na cidade, um verbo carregado de transtornos. Sinônimo de trânsito intenso, frio, sapato molhado, guerra de sombrinhas na rua, dificuldade para sair de casa e por aí vai… Quase nunca me permiti olhar pra ela como algo realmente bom, quase sempre me faltou sensibilidade para entender a grandeza de seus benefícios para o todo, não só para o meu dia egoísta.

Pois bem, aqui estamos nós esperando pela chuva como criança que espera papai noel na noite feliz, que ironia! Para começar nossa plantação e nossa agrofloresta, precisamos de um bocado de água do céu para cuidar da terra seca e judiada pelo astro rei. Nossa horta, nosso herbário, nossas mudas de maçã, nosso mudário de café, tudinho precisa de água para acontecer.

IMG_3125_3633

IMG_3130_3634

O povo da região tem um amor incondicional pela chuva, fala e reza pela sua chegada quase todo dia. Claro! Todo mundo vive da terra e a terra não vive sem água. O consumo aqui é bem consciente, a água da nascente é pura, cristalina e dividia entre casas e roças vizinhas. Não falta nada pra ninguém e todo mundo sabe cuidar do seu pra não faltar pro outro, uma “regra” local que poderia salvar mundos e fundos se fosse aplicada pra geral.

A época da chuva começa, teoricamente, agora em outubro. Mas tá quente até, venta forte do sul e do norte, nuvem vai, nuvem vem e nem sinal da danada. Estes dias me peguei pensando nessa relação com a natureza e no respeito que estamos aprendendo  a ter por ela. A nossa dependência da chuva para trabalhar e ver nossos frutos crescendo é algo que me fez repensar um bocado de coisas, desde o consumo da casa até nossa pequeninice diante dos fenômenos naturais “banais”, como a própria chuva. Nada, nadica é sem razão ou sem importância. Parece que a natureza foi desenhada de forma tão simples e, ao mesmo tempo tão perfeita, que me assusta demorarmos tanto para entender isso. Sim, foi preciso eu precisar enlouquecidamente da chuva para sacar que ela é mais do que uma água que cai do céu e atrapalha o trânsito.

IMG_3123_3632

Então seguimos abrindo nossas janelas pela manhã e reparando o sentido do vento, a quantidade de nuvens, o calor do ar,  as andorinhas ao redor. Amanhecemos e passamos o dia sentindo a natureza e seus sinais, vigiando suas mudanças mais singelas, vibrando pela água que vai trazer fertilidade pra nossa terra. É uma experiência linda, é uma espera calma e serena, principalmente porque aqui aprende-se a confiar na terra.  A chuva tá demorando, talvez porque o homem tenha mudado tanto as coisas que ela agora mudou os ponteiros do seu relógio. Mas ela chega, uma hora chega e vai varrer essa roça com água e muito verde. Enquanto isso a gente fica aqui, cuidando de cada folhinha pequena que brota, comemorando cada pêssego novo no pé, cada florzinha que insiste e resiste bravamente como guerreira que é.

IMG_3118_3630

IMG_3119_3631

Ah! Peço desculpas pela demora em responder as mensagens e comentários lindos que temos recebido. É que nossa pequenina chegou esses dias e estamos lambendo a cria a maior parte do tempo. Depois eu conto tudinho como foi!

Anúncios

64 comentários em “A chuva

  1. Nossa… Descobri seu blog pelo Acasaqueaminhavóqueria e estou apaixonada. Muito feliz por vocês. Me identifiquei muito pela minha vontade de uma vida mais natural. Venho pedir que nunca pare de escrever porque o mundo precisa dessa inspiração que você trás na vida e nos posts.
    Sou pedagoga e te parabenizo, porque seus filhos serão imensamente felizes e terão uma vida especial neste lugar.

    Um beijo!

    1. lindo demais seus posts , uma inpiração a cada palabra, também te achei atraves da a casa que minha vó queria , e vc já esta no meu favoritos do computador , sou do oete do paraná pertino das terras das cataratas!

  2. Estou apaixonada pela história de vcs… Mes sentindo meio dondoca besta! Espero que tenha corrido tudo bem com a Nina… Sonho em um dia fazer algo parecido, mas meu marido já me acha louca por estar tarde da noite batendo bolo “só pras crianças levarem um bolo que VOCÊ fez??” E não um facinho comprado ali na padaria… Ou minha família que me acha louca por ter largado uma carreira promissora de designer, pra costurar amor entre eu e meus filhos diariamente! Não acho nem um pouco loucura o que fizeram, acho loucura o que o restante de nós está fazendo! Beijo grande cheio dos meus mais lindos sonhos!

    1. Anna, adorei sua mensagem!
      Não pare nunca de fazer SEUS bolos, não se arrependa nunca de dedicar seus dias aos filhos. O tempo passa e acaba roubando tudo na gente, se não prestarmos atenção nele e fizermos o que realmente nos realiza. É de pouquinho em pouquinho que vamos transformando as coisas e as tornando mais verdadeiras e gostosas. Você tá no caminho certo!
      Muito obrigada pela mensagem carinhosa!
      Beijos nossos pra vc e tudo de lindo pra família!

  3. Uns com tanto outros com tao pouco. A chuva alemã molha e confunde o trafego das autoestradas neste exato momento. Molha tudo e todos, mas a maioria ta protegida e acostumada com a água. Me lembrei da infancia em Joaima quando passava ferias com os primos e tia querida acompanhado do avô companheiro. Deitava na rua de pedra ate a enxurrada quase levar. Via pontes sumirem e um ribeirao virar açude. A varanda virava pista pra se jogar de barriga ate parar na pilastra. A Natureza sabiamente agradecia.

    Vou tentar juntar uns litros aqui e mando via correio. Parabens pela filhota, a nova Vida nova e o blog. Sem falar nas belas fotos do menino ex-peladao.

    Bjao truta. Qq dia apareço aí!

  4. Sua história é linda e emocionante, fico imaginando como seria meus filhos livres desta correria que é São Paulo. Parabéns pelo nascimento de sua pequena e que vocês sejam muito felizes em cada cantinho de terra cultivada e em cada gotinha de chuva que já deve estar chegando por aí. Felicidades e por favor, continue contando para nós daqui desta vida sofrida como é viver em comunhão com a natureza. Bjus

    1. Ei, Wandréa!
      Eu morei 6 anos em SP e me mudei logo que engravidei do Tomé, não conseguia pensar na possibilidade de criá-lo aí nessa loucura. Mas as mudanças na vida da gente acontecem na hora que estamos prontas para recebê-las, né? Quem sabe um dia vc também não se pica para um lugarzinho mais calmo?
      Obrigada pela mensagem carinhosa!
      Beijos nossos!

  5. Descobri o blog há alguns dias e me emociono cada vez que leio..
    Linda a relação que todos vocês estão criando entre si e com a própria vida, com o tempo…
    Parabéns pela coragem de trazer para a sua vida a simplicidade e grandeza de ser “de verdade”.
    Beijos.

  6. Que lindo texto, e parabéns pela chagada da nova integrante, muitas felicidades e saúde a todos e que a chuva não tarde.

    grande abraço!

  7. manu, a isabel tem umas mechinhas loirinhas assim, como as do tomé. espero que esteja tudo bem com nina. beijos em todos!

  8. Manu, estou como tantos outros amando o seu blog. Lindos e cada vez mais emocionante! Parabéns pela vinda da Nina, por sua nova opção de vida e por essa linda família que estas criando! Teu filho cada vez mais lindo e as fotos maravilhosas! Que venha a chuva e que seja uma chuvarada bem abençoada! Bjos. Teresa

  9. Manu,
    Teus relatos do que estão vivendo, estão contribuindo para uma “crise boa”. Também temos um filho pequeno, com 3 anos, também estamos quase encomendando outro, também estamos cansados de ver nosso filho crescer num apartamento em Porto Alegre. Faz tempo que cogitamos viver outra vida, mais simples, mais ritmada com a natureza, e com menos artifícios.
    Ainda temos algumas questões, algumas amarras e, por isso, relatos como o teu são muito motivadores.
    Obrigada por compartilhar, por contagiar.
    bjo

    1. Ei, Dani!
      Eu fico numa alegria danada quando “vejo” gente querendo mudança de vida também!
      Essas amarras vão se desfazendo com o tempo e já já vcs estarão levando essa vida calma e feliz que tanto desejam. Nós ficamos aqui torcendo e felizes por saber que podemos contagiar vcs de alguma forma!
      Beijos nossos!

  10. SEU BLOG,SEU ESTILO DE VIDA, SEU FILHO SÃO TODOS LINDOS UM DIA QUEM SABE TAMBÉM TOMO CORAGEM E PARTO PARA UMA AVENTURA ASSIM.PARABÉNS PELA SUA FILHA E OBRIGADO POR COMPARTILHAR ESSA HISTÓRIA TÃO LINDA

  11. Manu, trabalhei com você na SR e nunca mais tive notícias suas. Eis que ontem uma prima postou o link do seu blog no Facebook e eu me interessei quando li ‘Chapada Diamantina’. Comecei a ler e adorar tudo e só depois me dei conta que conhecia você! Fui para a Chapada com o meu pai nas férias e pirei. Foi muito difícil voltar a morar em SP depois de passar uns dias por aí nessa terra tão linda e de gente tão encantadora. Fiquei hospedada no Capão por indicação de um grande amigo que fiz na SR. Fizemos trilhas, fomos ver um festival de circo, ouvimos gente tocando e cantando no meio da praça, comemos a melhor pizza que comi na vida e conheci as pessoas mais simpáticas e ‘de verdade’ que já vi na vida. Em uma semana aí eu aprendi demais com essas pessoas e com esse lugar mágico. Desejo toda a sorte do mundo para você e para essa família linda que você tem! Um beijão, Denise.

    1. Ei, Denise!
      Que massa vc por aqui também! A Chapada é mesmo um lugar mágico e cheio de coisas a nos ensinar, fico feliz em saber que tenha vindo pra cá e curtido tanto. Muito obrigada pelo carinho e, da próxima vez que passar por essas bandas, apareça para um café! Beijos e tudo de bem pra vc!

  12. Olá Manu!
    O seu texto me chegou através da Denise. E eu preciso te dizer que fiquei muito emocionado com ele. Venho da Bahia, conheço muito bem o que é o sertão onde o chão é rachado e até o vento é quente. Mas as suas palavras, o seu olhar, a comparação com o “sentir a chuva” pelas pessoas. Isto foi muito bonito. E exposto de uma forma extremamente bela. Parabéns! Continue. Ganhou mais um fã! 😊
    Beijão!

    1. Hamurabi, que boa surpresa!
      Obrigada pela mensagem carinhosa, fico feliz em saber que vc gostou e que eu consegui traduzir bem um pouco da sua terra.
      Adorei te “ver” por aqui!
      Tudo de bom pra vc e volte sempre 🙂
      Beijos nossos!

    2. ❤ Olha quem a gente encontra por aqui! Eu conheço Hamurabi e sei que o coração dele foi tocado por essa magia que também tocou a mim, Manu!
      Quero encontrar algum lugar assim também e estou seriamente pensando em aproveitar as duas últimas semanas de férias das minhas aulas aqui em Cascavel-Pr pra ver se vou até a Chapada conhecer. Queria saber como são as coisas pra poder ir morar aí…
      Imagina que morei em 2005 em Salvador-Ba (inclusive acolhido pelo anjo chamado Hamurabi) e nunca fui à Chapada!

  13. Estou adorando o blog! Fico feliz em poder “compartilhar” dessa nova vida que vocês estão levando! Me objetivo é viver uma vida totalmente em contato com a natureza, assim como vocês! Parabéns!

  14. Talvez seja redundante dizer que seu blog (que é a história de vocês) é lindo e emocionante, mas é exatamente isso que ele é. Maravilhoso. Fico realmente encantada com este modo inspirador de encarar a vida, que se torna uma referência. Espero que tenha tido uma boa hora com a Nina, sua “guerreirazinha”, que agora lhe fará uma companhia mais ativa não, é?! Tudo de bom mesmo para vcs. Lindos!

  15. Cada vez que eu passo aqui fico mais encantada, e desejo tudo de lindo nessa nova jornada, estarei sempre por aqui aprendendo um pouco mais. bjs

  16. Minha namorada me indicou o blog, por gostarmos de natureza, vida no campo, coisas simples… e desde o primeiro post, não consigo parar de ler, parabéns a vocês, e toda felicidade do mundo!
    Em tempo, duas músicas de um filme chamado “Into the wild”, com trilha sonora de Eddie Vedder, me vem a cabeça quando acesso este blog, “Guaranteed” e principalmente (acho que deveria ser até a trilha sonora da vida de vocês) “Society”.

    Boa sorte, coragem e força sempre!

  17. Parabens pela sua pequena, que ela anime e encante ainda mais essa linda familia!!!
    Me emociono toda vez que que leio suas palavras aqui!!!!
    Bjim

  18. Bom dia Manu… Li um pouco do seu blog depois que da indicação do ” a casa que minha avó queria” confesso que vim olhar por curiosidade já que eu também moro na chapada, mas gostei do que vi e admiro mt a coragem de vcs… Realmente é uma mudança drástica, que acho que eu ñ faria rs. Queria dizer bem-vinda à chapada. Não sou daqui, me mudei faz um ano, por motivos diferentes dos seus e demorei me adaptar, vim de uma cidade pequena, para uma menor e sinceramente depois de ler oq vc escreve com tanta paixão, me senti meio boba por sentir tanta falta da minha cidade, mesmo tendo tantas “regalias”. Cresci passando férias na roça e sinto mt falta, eu tive isso que seus filhos estão tendo, brincar na terra, me jogar na lama depois da chuva, enfim… e morar numa cidade pequena vai dar essa oportunidade aos meus filhos (que ainda nem tenho), mas a verdade é que acabei me tornando meio urbana, mas continuo com o pé na roça rs. Desculpa o texto enorme… Seja bem-vinda. E se me permite em que cidade vcs moram? Eu moro em Morro do Chapéu. Abraços e boa sorte na nova jornada!

    1. Ei, Vanessa!
      Nós moramos na Zona Rural de Piatã, conhece?
      Fico feliz em saber que nossa experiência te faz pensar um pouco na sua. Acho que o tempo, aos poucos, pode ir trazendo coisas novas nessa relação com a vida na roça. Nosso processo de adaptação também acontece dessa forma, com pitadinhas de novidade que o tempo vai trazendo. Muito obrigada pelas boas vindas e pelo carinho na mensagem! Tudo de lindo pra vc aí!

  19. Acompanho seu blog e sinto um misto de felicidade e e frustração a cada post… cresci nesse ambiente que é novo pra vocês: a roça, a terra, a lida diária com a natureza. E hoje vivo na loucura da cidade grande, com direito a emprego 8-18h, 2h de trânsito por dia e nenhum tempo pra mim, pro meu marido… nem sequer posso pensar em filhos. Por muito tempo achei bacana essa vida da cidade e bradava aos quatro ventos que nunca voltaria pra minha terra pra viver, só pra passear. Pois chegou o momento em que me arrependo dessas palavras! Meu sonho é poder largar tudo aqui e recomeçar numa casinha cercada de pé disso, pé daquilo, galinha, cachorro, bezerro… aiai… fico genuinamente feliz que vocês tenham encontrado seu caminho. Cada post é um clarão na minha cabeça, acende uma luzinha piscante que me diz que eu quero mesmo e que que é possível, embora o preço a pagar, no meu caso, seja muito alto. Obrigada pela inspiração!

    1. Ei, Tay!
      Eu também já pensei como vc e acreditei ser completamente urbana, que coisa, né? Mas a chegada dos pequenos me fez pensar de outra forma, acho que uma hora isso vai vir pra vc também. As mudanças na vida da gente só acontecem quando estamos prontas para ela, eu acho. Uma hora a sua chega, pode saber que, se vc realmente quer, a vida vai te dar! Fico feliz em saber que posso acender luzinhas em vc com a nossa experiência, tomara que um dia elas fiquem grandes suficientes para iluminar um novo caminho. Tudo de lindo pra vc e força na peruca!
      Beijos nossos!

  20. Tão lindo o blog de vocês… tô amando!!! =)
    Como faço para acompanhar as atualizações?!
    Vocês não têm Face nem enviam os posts por e-mail, via feedburner?

    Abraço apertado,
    Lidi

    1. Ei, Lidi!
      Obrigada pela mensagem carinhosa!
      Vc pode nos acompanhar seguindo o blog, tem um “botãozinho” chamado “follow” no blog. Nele vc coloca o seu e-mail e recebe um aviso toda vez que a gente posta algo novo.
      Um abraço de urso em vc!

  21. Manuuu rs minha xará, acho que foi o Vida Organizada que me trouxe até vcs… Aí como é bom ler posts como os seus, nos inspiram a ver o que mais importa na vida… Parabéns pela Nina, que venha a chuva e que consiga um dia assim que vcs, criar Sophya num lugar melhor… Bjos no coração!

  22. Que linda a história de vocês! Eu descobri o blog por acaso pois a minha idéia e sonho, neste momento, é ir para Lagoa Santa, cidade que vocês estavam até pouco tempo atrás. Delicia deparar com posts tão doces qto os que você escreve. Parabéns pela simplicidade e pelo encantamento com a vida. Parabéns pela pequena que nasceu! Um grande abraço.

  23. Textos delicados e com uma força impressionante. Inspiradores….
    Imagens de uma beleza indescritível.
    Os filhos sempre trazem mudanças, basta a gente abrir os olhos.
    Muita luz para esta família!

  24. Eu me delicio com suas narrações, realmente são inspiradoras,reflito e me tranquilizo, estou feliz pela chegada da pequena, fale sobre ela, felicidades a GRANDE FAMÍLIA!!!

  25. Oiii conheci seu blos através do acasaqueaminhavoqueria , li todos os post várias vezes fiquei com os olhos marejados,que atitude linda de ter coragem de mudar tudo, como queria ter essa coragem de mudar tudo para uma vida mais simples cheia de tranquilidade, harmonia e respeito com a natureza … Só tenho que a agradecer de compartilhar isso tudo com todos que leem seu blog,simplesmente perfeito. Espero que continue sempre postando … ja ja quero ver as fotos dessa horta .. parabens pela coragem pela sua filha parabens por tdu
    Beijos

  26. Oi, Manu, Hugo, Tomé e Nina.
    Quero dizer que estou feliz da vidas por ter encontrado essas notas.

    Toda vez que fico aborrecida com a chuva eu penso em tudo de bom que ela traz e você aqui disse quase tudo o que já pensei a respeito da chuva.

    Que experiência lindas vocês estão vivendo. E lindo também é essa vontade de compartilhar aqui.
    Eu repeti pra mim algumas vezes que quanto mais convivo no meio da “cidade” mais eu tenho vontade de ir pro “mato”. E já disse que quanto mais conheço as pessoas, mais vontade tenho de ir pro mato. Só que aí, lendo suas notas, fiquei mesmo com vontade de ir pro mato. Mas pra conhecer as pessoas que levam essa vida simples e não pra fugir das que considero “chatas” (e que tento gostar).

    Enfim, vou seguir com a leitura.

    Um abraço carinhoso pra vocês!

  27. Ei Manuela me lembro de vc pequeninha, adorei saber de sua vida , me emocionei , sua família é maravilhosa! Que delícia! Espero que a chuva caia de mansinho e germine as plantações por ai, bjs Juliana.

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s