A horta

Ainda não choveu por aqui, apenas poucos dias de um chuvisquinho malandro que vem pra não deixar a gente perder as esperanças de uma boa tempestade. Seguimos grudados na previsão do tempo, acreditando que São Pedro não nos esqueceu e guardando nossa plantação para mais tarde. Enquanto isso, estamos trabalhando na horta da casa e … Continue lendo A horta

Anúncios

A fotografia

  Algumas pessoas têm me dito que começaram a nos seguir no Instagram, onde eu postava, praticamente, fotos da rotina do Tomé. Acontece que não estamos mais usando essa “gavetinha” moderna de arquivar lembranças, aqui na roça o “uairelés” não funciona. Mas, como a fotografia é um braço da nossa memória e não vivemos sem … Continue lendo A fotografia

O parto

Quando nos mudamos para cá Nina tinha sete meses de vida na minha barriga. Pensamos muito em como seria esse parto, mas nunca cogitamos a possibilidade de ela não nascer aqui. Em momento algum sentimos que precisaríamos de alguma estrutura que a cidade não poderia nos proporcionar, como um bom obstetra ou um hospital “seguro”, … Continue lendo O parto

A chuva

Chover sempre foi, pra mim e para minha vida agitada na cidade, um verbo carregado de transtornos. Sinônimo de trânsito intenso, frio, sapato molhado, guerra de sombrinhas na rua, dificuldade para sair de casa e por aí vai... Quase nunca me permiti olhar pra ela como algo realmente bom, quase sempre me faltou sensibilidade para … Continue lendo A chuva

Criar X comprar

Nossa vida por aqui traz exercícios diários de adaptação e, confesso orgulhosa, estamos nos saindo muito bem na maioria deles. Coisas simples como separar e reaproveitar o lixo, trocar detergente por sabão de côco, temperar a comida apenas com o gersal que produzimos, fazer nosso próprio pão e comprar só mesmo o essencial, tem sido … Continue lendo Criar X comprar

A casa

A vida por aqui anda empoeirada de reforma, literalmente. Nossa casa está sendo finalizada e ainda não podemos nos instalar nela, o que nos causa uma ansiedade sem fim. Então dormimos na casa de uma amiga que mora em SP e passamos o dia ajeitando as coisas por lá. O tempo já começa a nos … Continue lendo A casa

A chegada

Chegamos, estamos em casa. Com três malas de 23kg cada, saímos de Lagoa Santa e seguimos rumo à Salvador. O resto ficou pra trás, foi vendido, doado, poucos livros guardados, exercício ímpar de desapego e do qual eu acreditei nunca poder ser capaz! As despedidas foram doídas, algumas adiadas, outras mais fáceis do que imaginávamos. … Continue lendo A chegada