A rede

IMG_4514_2584

Esta gaveta de devaneios aqui é meu divã, é nela que entro toda vez que preciso entender alguma coisa que tá acontecendo na bolha verde e no meu peito. Sempre tive a sensação de que quando a gente “fala”, consegue visualizar melhor o sentimento, como se a as palavras fossem o corpo do que perambula lá dentro. Na real, falar nunca foi meu forte, as palavras da minha infância e adolescência moraram muito mais no papel do que na boca. Mas o tempo deu jeito de me ensinar a cuspir as coisas, principalmente as ruins, aquelas que vão criando uma borda preta ao redor do coração quando a gente não põe pra fora. Hoje eu falo mais que a nêga do leite, falo com jeito, falo baixo, falo na hora certa (ao menos, tento!), falo só quando e com quem quero falar. Mas escrever me leva a lugares onde nunca conseguiria chegar pela boca, o texto é onipresente, não tem bordas ou fronteiras, é um registro, uma memória, tem pernas próprias, é falar sem ser interrompido, é entrar em contato com um outro “eu” que escreve.

E essa firula toda pra dizer o quão longe este blog tem ido e pra quão perto pessoas lindas ele tem nos trazido. Gente que  nunca vimos, que não sei do que gosta, que nunca nos viu, que se parece com a gente, que adora nossas criOnças, que chora pitanga comigo, que nos enfeita com energia boa, que pergunta se a gente tá bem, se choveu, como anda a horta, gente que dá dicas, que compartilha conhecimento, escreve mensagens de afeto, reclama da vida na cidade, manda roupa dos seus filhos para os nossos, multiplica os devadeios, entra na nossa casa sem saber, quer ver a gente feliz, manda carta, brinquedo e livro, escreve poesia, preenche espaços vazios e nos faz sentir rodeados por uma multidão quando estamos fisicamente só os quatro.

photo2 (2)

Não sei se alguém tem ideia do que é isso, acho que nem eu tenho direito. Essa rede lheeeenda vem sendo tecida diariamente com um carinho que nem dá pra descrever, que é voluntário, que é genuíno, que sinto ser leve e forte, por isso chega aqui de forma tão doce e gostosa de sentir. Não sei contar quantas vezes me peguei pensando na moça que está presa na rotina alucinante de São Paulo e quer criar a filha livre no interior, na menina de 14 anos que se espelha na gente pra desenhar seu futuro, no cara que se inspirou na liberdade das escolhas e pegou estrada sem rumo pra viver a vida larga que a gente tanto sonha. É, acima de tudo, imensamente gratificante fazer parte, em algum momento, da vida de outras pessoas e receber na nossa outras tantas, todos os dias.

photo2

A mágica também mora no cruzamento dessas teias, quando as pessoas se encontram e se identificam nos comentários do blog, quando se esbarram em redes sociais, quando trocam alguma coisa entre si. Eu acho massa e fico toda besta me sentindo correio elegante que cruza caminhos do bem. Então pensei que esse post poderia ser também meio “utilidade pública” e expor coisas bem legais que algumas pessoas, que nos acompanham por aqui, fazem. Como não sei do talento de todo mundo, vou começar a brincadeira com aqueles que já conheço. Algumas são pessoas que já abracei, outras encotrei apenas no mundo virtual, mas todas com muito amor pelo que fazem. Se você também tem uma belezura pra mostrar, deixe um comentário com um link ou coisa do tipo que vou dando update no post e aumentando a lista de coisa boa pra gente se jogar! Então segura que lá vai:

Temco: Marcinha arrasa no artesanato com tecidos lindos, meu queixo cai toda vez que entro no site.

Que Trenzinho!: Patrícia enfeita seu neném com roupas, acessórios e adesivos lindíssimos pro quarto deles, a bichinha tem bom gosto, viu?

Gourmet Chocolates da Sorte: a gordinha aqui morre por um chocolate e a Cíntia me mata toda vez que vejo foto dos que ela faz.

Poeme-se: a Mariana é uma florzinha que derrama poesia na vida da gente e tem uma lojinha virtual com quadros, camisetas, pôsters e mais um cadinho de fofura.

–  Leitura da Aura: Ruah Flor de Câmi (Camila) faz um trabalho bem bonito e intenso pra quem busca uma conexão maior com seu ser, ô lindeza!

Retalho Hand Craft: Thiago tem mãos de fada e faz, entre outras coisas, umas carteiras ecológicas de chorar, espia só.

Inkaiko Bags: as bolsas (e os cintos e as pulseiras e as carteiras e tudo mais) da Mell são uma coisa, eu tenho e amo.

Renata Pineze Fotografia: ela e o maridón tem um olho pra coisa que dá até arrepio!

Retalhos Craft: A Jamile saiu da cidade pra morar no interior com a família também, faz um bocado de coisas fofas pra gente grande e pequena.

Fabu Pires: o cara mora longe, mas eu sonho em ter um quadro dele na minha parede!

Whisgo: essa plataforma é filha de um amigo querido e é um barato! Nela você troca experiências de viagens com outras pessoas, organiza as memórias e informações da sua trip em cadernos e mais um bocado de coisas interessantes. (no Instagram e no Facebook)

– (e mais um tanto que me esqueci agora, sorry, gente!)

photo1 (1)

Também queria agradecer, com todo meu coração de melão, a todo mundo que nos acompanha e nos dá força pra seguir seguindo! Eu, Hugo e as crianças sentimos cada sopro de amor que vem daí de fora, abraçamos cada desejo de felicidade que  chega de longe e plantamos na terra cada palavra de incentivo que recebemos, para que crescam e prosperem por muito tempo. A caminha que deriva dessa nossa escolha não é fácil, isso já é sabido, mas fica muito mais leve quando a gente sente que não está sozinho e que, mais ainda, caminha de mãos dadas com tanta gente do bem.

Aproveito a carona pra pedir desculpas pelos comentários que ainda não respondi, tem hora que me perco nessa confusão de casa, criança, freelas e tudo junto ao mesmo tempo agora. Mas sempre leio as mensagens, com olhos brilhando de alegria e satisfação, podem acreditar.

É bonito demais escolher um caminho tão único e receber, em cada curva dessa estrada, flores que vão nos enfeitando de certeza. Tomara que um dia a vida nos dê a sorte de encontrar essas milhares de pessoas que nos lêem todo dia para dar um abraço-quebra-cotela de gratidão em cada uma!

photo1

Anúncios

58 pensamentos sobre “A rede

  1. Estou emocionada com a história de vocês, e, especialmente, com o poder de descrição teu, Manu, que nos leva para pertinho, pertinho! Cada frase é como se fosse o respirar de um ar mais puro, mais leve…

Solte o verbo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s