A (in) coerência

Tô passando uma temporada fora da minha bolha verde, esta já é a terceira vez que me arrisco a romper aquela zona de conforto silenciosa e cair no movimento frenético da cidade grande. Tem sido bem desafiador, contrariando minhas expectativas de que agora seria mais fácil do que foi ano passado. Fuéeeennnnn! Não, cada dia … Continue lendo A (in) coerência

Anúncios

A aceitação

"Aceita que dói menos". Quantas vezes ouvi essa expressão como uma piadinha sem graça e ri de nervoso, engolindo um café amargo e frio sem a chance de cuspir aquele mau gosto. Aceitar as coisas, as pessoas, os fatos, os caminhos do universo, as diferenças e tantas outras coisas parece, culturalmente, ser mais difícil do … Continue lendo A aceitação

A estética

Fui criada em uma fazenda no interior de Minas, pelada e comendo terra vermelha. Não tive Barbie, roupas purpurinadas, televisão com esteriótipos banais, minha mãe andava de chinelo e nuca fez as unhas. Meus peitinhos cresceram na cidade e a adolescência trouxe toda a porcariada dos padrões estéticos a serem seguidos. Usei brinco dourado, passei … Continue lendo A estética

Os rituais

Eu sempre fui avessa à rituais, confesso. Essas coisas muito regradas e cheias de coordenadas eram meio que como um tapa na orelha da minha subversão típica de seres aquarianos. Além do que, meu entendimento raso da coisa sempre me levava a condicionar rituais à cerimônias religiosas fossem elas de qual Deus fossem. Daí eu … Continue lendo Os rituais

A Casinha do Amô – A nossa (sua) missão

A gente escolheu viver uma vida mais simples longe do sistema, fora da caixinha, distante das grandes cidades porque, além de outras tantas razões, não queríamos mais ser condizente com certas posturas e valores vigentes nesses “lugares”. Mas essa escolha não representa uma fuga e, durante muito tempo, eu mesma acreditei que era. Sentia até … Continue lendo A Casinha do Amô – A nossa (sua) missão